Mega-Sena acumula e prêmio vai a R$ 11 milhões

Ninguém acertou as seis dezenas da Mega-Sena sorteadas nesse sábado (18) à noite no Espaço Loterias Caixa, no Terminal Rodoviário do Tietê, em São Paulo. Os números sorteados no Concurso 2.287 foram 02, 04, 06, 29, 41 e 56.

A quina teve 45 acertadores e cada um vai receber o prêmio de R$ 45.775,06. Os 3.261 ganhadores da quadra terão o prêmio individual de R$ R$ 902,38.

A estimativa de prêmio do próximo concurso, na terça-feira (11), é de R$ 11 milhões . 

As apostas na Mega-Sena podem ser feitas até as 19h (horário de Brasília) do dia do sorteio em lotéricas ou pela internet. A aposta simples, com seis dezenas, custa R$ 4,50.


Link do Autor

Cruzeiro estreia na Série B neste sábado contra o Botafogo-SP

O Cruzeiro estreia hoje (8) à noite na Série B do Campeonato Brasileiro. A Raposa faz a primeira partida na “segundona” contra o Botafogo de Ribeirão Preto (SP) às 19h (horário de Brasília), no Mineirão, em Belo Horizonte (MG). Será a primeira partida da equipe mineira, em toda a história do clube, na divisão de acesso e a pressão será enorme.

Bicampeão da Libertadores, quatro títulos do Brasileirão e com 6 canecos da Copa do Brasil, o Cruzeiro começa uma nova realidade. A queda para a “segundona”, as dificuldades financeiras e políticas, a recente eliminação no Campeonato Mineiro, as provocações dos rivais, a mudança de elenco e os 19 adversários focados em tirar pontos a partir deste sábado (8), são os obstáculos que a Raposa terá 30 de janeiro do ano que vem,  na última rodada da Série B.

Para piorar a situação, o Cruzeiro já começa o campeonato com seis pontos a menos que os outros clubes da segunda divisão. A Fifa puniu a Raposa devido à dívida de R$ 5 milhões junto ao Al-Whada, clube dos Emirados Árabes Unidos, pelo empréstimo do volante Denílson, em 2016.  Apesar de ser o grande favorito, o time celeste deve enfrentar dificuldades, como o próprio lateral-esquerdo Giovanni reforça.

“A gente tem que ter muito cuidado. Às vezes as pessoas falam da Série B tirando um pouco o mérito das outras equipes. A gente sabe que tem que ter total cuidado com as outras equipes, todo mundo tem condição de nos vencer e a gente tem que entender isso. A gente tem que chegar e dar o nosso melhor ali dentro. A gente não vai ganhar o jogo de qualquer jeito e saber que cada jogo é uma decisão. Temos que pontuar, já estamos com menos seis pontos, mas temos totais condições de dar a volta por cima. Então não podemos trazer esse peso para dentro de campo, estar concentrado os 90 minutos, esse é o exemplo que eu trago do América-MG quando conquistamos a Série B. Esse é o segredo”, disse em entrevista ao canal oficial do Cruzeiro no Youtube.

 

Mesmo ciente das adversidades, Giovanni revela que o Cruzeiro chega confiante para a disputa da Série B e projeta a partida de estreia contra o Botafogo-SP

“Chega muito motivado. A gente sabe que se espera muito da gente e a gente tá se preparando para isso. O Enderson Moreira tem cobrado muito, a gente sabe que tem totais condições de estrear bem e a gente já se cobra para fazer um grande jogo, com a ideia de jogo do Enderson. Ele tem cobrado marcação encurtada, linhas próximas, controle da posse de bola, fazer o time deles sofrer. A gente sabe que não é só a camisa que vai pesar dentro de campo, tem que ser a nossa qualidade, nossa intensidade e é isso que a gente vai tentar impor no jogo de sábado”.

O Botafogo-SP foi o 9º colocado da Série B de 2019 e vai tentar surpreender o Cruzeiro neste sábado (8). O Pantera não fez boa participação no Campeonato Paulista deste ano e escapou do rebaixamento por pouco. A diretoria do Botafogo-SP confia no trabalho do técnico Claudinei Oliveira e busca reforços. Na última quinta-feira (6), o clube anunciou a contratação do experiente volante Elicarlos.




Link do Autor

Painel registra quase R$ 3 bi em compras para o combate ao coronavírus

O Painel de Compras Covid-19 do Governo Federal, que detalha informações das aquisições emergenciais realizadas a partir de fevereiro, registrou R$ 2,9 bilhões em compras de itens como máscaras, álcool em gel, termômetros e serviços como os de manutenção de equipamentos médico-hospitalares e de engenharia, em hospitais e em centros de atendimento a pessoas infectadas.

Desde a publicação da Lei nº 13.979, que dispões sobre as medidas para enfrentamento da emergência de saúde pública, de 6 de fevereiro de 2020, 7.186 aquisições de insumos de saúde foram realizadas para o enfrentamento à pandemia do novo coronavírus (covid-19).

De acordo com o secretário de Gestão do Ministério da Economia, Cristiano Heckert, o painel permite controle dos gastos públicos pela sociedade e por órgãos de controle, durante a pandemia. “Além de investir em ações para simplificar os procedimentos de compras públicas, com a edição de normativos, buscamos desenvolver ferramentas para o acompanhamento das aquisições emergenciais. O fortalecimento do monitoramento, controle e prestação de contas à sociedade estão diretamente ligados à capacidade de resposta à pandemia, por promover melhor aplicação de recursos e mitigar a corrupção”, disse Heckert.

O painel mostra que, até o momento, 5.154 fornecedores abasteceram a administração pública e a sociedade com insumos voltados ao enfrentamento à pandemia. Os órgãos que mais realizaram aquisições, em relação ao valor total comprado, foram a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), com pouco mais de R$1 bilhão, o Mistério da Cidadania, com R$ 397 milhões, e o Ministério da Saúde, com R$277 milhões.

Os dados indicam, ainda, que as unidades da Federação onde os órgãos federais mais compraram foram o Distrito Federal, com R$ 1,21 bilhão, seguido do Rio de Janeiro, com R$ 1,18 bilhão. Do total comprado pelo governo, R$ 2,7 milhões foram por meio de dispensa de licitação, que representa 6.705 aquisições.

Quase a totalidade das compras foi feita pelo governo federal – R$ 2,845 bilhões. Mas os estados e municípios também podem usar o Sistema de Compras do Governo Federal (Comprasnet) para fazer as aquisições.

Atualizado diariamente, o painel consolida os dados de todas as modalidades de aquisições por meio do Comprasnet, incluindo órgãos e entidades de outros entes da Federação que utilizam o sistema. As compras podem ser detalhadas de acordo com órgão ou entidade contratante, modalidade de contratação, quantidade e valores adquiridos, descrição do item (simplificada e detalhada), entre outros filtros. Ao analisar uma contratação, a ferramenta também permite exportar os dados para uma planilha, com o objetivo de facilitar a análise da aquisição.

Comparação de preços

Outra ferramenta desenvolvida pelo Ministério da Economia para o acompanhamento das compras emergenciais é o Painel de Análise Comparativa de Preços COVID-19. Nele qualquer cidadão pode acompanhar as variações de preços dos principais itens comprados pelo Comprasnet.

O painel apresenta dados comparativos de preços praticados antes e durante a pandemia. É possível visualizar dados estatísticos de pregões e cotações eletrônicas como, por exemplo, a mediana, o desvio padrão e a diferença média de preços de itens como álcool etílico 70%, máscaras descartáveis e N95, água sanitária, termômetro, luvas, entre outros. O recorte da variação de preços pode ser realizado por esfera de governo, por estado e modalidade de compra (pregão ou cotação eletrônica).

Caso algum cidadão tenha interesse em realizar uma denúncia em relação às compras públicas divulgadas, basta entrar na Ouvidoria da Controladoria-Geral de União (CGU) por meio do portal Fala.br.


Link do Autor

Morre no Rio atriz Chica Xavier, aos 88 anos

Morreu, neste sábado (8), no Rio de Janeiro, a atriz Chica Xavier. Ela tinha 88 anos de idade e marcou presença no cinema, no teatro e na televisão brasileira como uma das primeiras atrizes negras a desempenhar papéis marcantes. Chica Xavier morreu em decorrência de um câncer de pulmão, descoberto já em estágio avançado. As informações foram divulgadas em nota, pela assessoria da Rede Globo.

“Uma precursora, símbolo de gerações de atrizes e atores negros, de representatividade, que trazia em cada cena ou fala traços latentes de baianidade. Nunca negou a origem. Um sorriso inconfundível, que bastava ser visto uma vez para não mais esquecer”, disse a emissora.

Baiana, Chica Xavier mudou-se para o Rio de Janeiro em 1953, aos 21 anos. Foi casada por 64 anos com o também ator Clementino Kelé. Em 1956 encenaram a primeira peça de suas carreiras, Orfeu da Conceição, de Vinícius de Moraes.

No cinema, estreou em 1962, no filme Assalto ao Trem Pagador, dirigido por Roberto Farias. 

Participou de inúmeras novelas na TV Globo. A primeira delas foi Os Ossos do Barão, quando interpretou a personagem Rosa, em 1973.

Desde então, foram mais de 50 personagens só na televisão, como a Bá, de Sinhá Moça; Inácia, de Renascer, e a mãe-de-santo Magé Bassã, da minissérie Tenda dos Milagres.

Esteve presente em outras novelas, como Pátria Minha, Cara & Coroa, Rei do Gado, Força de um Desejo. O trabalho mais recente na emissora foi na novela Cheias de Charme, em 2012.

Em 2010, recebeu o Troféu Palmares concedido pelo extinto Ministério da Cultura, pelo trabalho de preservação e incentivo à cultura afro-brasileira. 

Na quarta-feira (5), Chica Xavier deu entrada em um hospital na zona oeste do Rio, com um quadro de desconforto respiratório contínuo.


Link do Autor

Dia nacional do combate ao colesterol chama atenção para o problema

Você sabe qual é a sua taxa de colesterol? Não? Infelizmente essa é uma realidade comum no Brasil. No último levantamento sobre o tema, realizado pela Sociedade Brasileira de Cardiologia, 67% dos entrevistados responderam não saber a resposta. E os impactos disso na saúde dos brasileiros, não somente dos entrevistados, é grave. Segundo o Ministério da Saúde, quatro em cada 10 brasileiros têm colesterol alto.

Por isso, autoridades de saúde, entidades profissionais e organizações da sociedade civil marcam 8 de agosto como Dia do Combate ao Colesterol. A data é uma forma de mobilizar a sociedade para promover uma conscientização maior dos cidadãos, profissionais e do Poder Público sobre a necessidade de prevenir e mitigar os efeitos desse mal.

O colesterol é uma gordura produzida pelo organismo, dividido em dois tipos: LDL e HDL. O LDL, chamado de “mau colesterol”, em excesso pode gerar o acúmulo de placas de gordura nas artérias, impedindo ou dificultando a passagem do sangue.

O médico e integrantes do Conselho Regional de Medicina do Distrito Federal Leonardo Pitta explica que altas taxas podem gerar quadros de inflamação crônica e doenças vasculares arteriais cerebrais, cardíacas, renais e em membros. São exemplos o infarto do miocárdio e o Acidente Vascular Cerebral (AVC).

Pesquisas recentes, acrescenta o médico, vêm apontando que o excesso de colesterol também pode estar relacionado a outras doenças manifestadas na fase idosa. “O processo inflamatório associados ao colesterol elevado, também chamado de dislipidemia, promove alterações metabólicas desfavoráveis ao processo de envelhecimento saudável”, disse.

Fatores

Leonardo Pitta ressalta que o colesterol alto está associado a diversos fatores, sendo o mais premente desses a obesidade, aprofundada por comportamentos como o sedentarismo e hábitos alimentares não saudáveis.

Segundo dados do levantamento Vigitel 2019, lançado pelo Ministério da Saúde em 2020, o excesso de peso foi verificado em 55,4% das pessoas entrevistadas nas capitais. Os adultos obesos representavam 20,3% da amostra. A frequência de consumo regular de frutas e hortaliças (mais de cinco vezes na semana) era de 3,43%.

Para além da obesidade, outros fatores podem influenciar, como a condição genética do paciente. Por causa dessa condição, algumas pessoas têm maior propensão a desenvolver altas taxas.

A médica Elaine Moreira, membro da Federação Brasileira de Gastroenterologia, destaca como fatores para o crescimento da obesidade, e do colesterol alto, o aumento do consumo de alimentos processados e industrializados e a redução de dietas saudáveis.

Na pandemia, continua, esse cenário se aprofundou, com as pessoas comendo de forma pior, em quantidade maior e fazendo menos atividade física. As restrições do isolamento social e as preocupações decorrentes da situação alimentam essas condutas.

“O isolamento fez com que pessoas ficassem mais ansiosas, com menos opções de lazer, então elas acabam fazendo da comida o momento prazeiroso. Isso gera uma maior ingestão calórica. O consumo de álcool está maior também. Para aliviar o estresse, estão consumindo mais álcool. Paralelo a isso, estão praticando menos atividade física. Academias, parques e áreas dos condomínios fecharam”, disse.

Mas, na avaliação da médica tanto na pandemia quanto depois dela, é necessário mudar os hábitos para evitar altas taxas de colesterol e os riscos das doenças associadas a essa condição. Neste momento, ela lembra que é possível fazer exercícios em casa (aproveitando orientações disponíveis na Internet, por exemplo) ou em áreas abertas, evitando aglomerações e o contato com outras pessoas.

Para além da pandemia, Elaine Moreira enfatiza a importância de, além de garantir atividades físicas regulares, melhorar a dieta evitando frituras e consumindo mais frutas, verduras, fibras, carboidratos bons e carnes na medida certa e incorporando peixes ricos em ômega 3 à dieta.

A médica alerta que é fundamental manter uma rotina de exames para monitorar as taxas de colesterol. “As pessoas devem realizar seus exames. Tem que fazer um exame, o médico vai avaliar o quadro, idade, estilo de vida, doenças associadas, histórico”, diz.


Link do Autor

Brasil registra mais de 100 mil mortes por covid-19

O Brasil atingiu neste sábado (8) o número de 100 mil 477 mortes por covid-19, desde o início da pandemia do novo coronavírus. Nas últimas 24 horas, segundo balanço divulgado pelo Ministério da Saúde, foram registrados 905 óbitos.

Dos 3.012.412 casos de pessoas infectadas pelo novo coronavírus, 2.094.293 (69,5%), mais da metade, são de recuperados. Desde ontem (7), foram anotados 49.970 novos casos informados pelas secretarias de saúde. O balanço aponta ainda que o número de pessoas em acompanhamento é de 817.642 (21,1%).

Estados

Os estados com mais mortes pelo novo coronavírus são: São Paulo (25.016), Rio de Janeiro (14.070), Ceará (7.951), Pernambuco (6.920) e Pará (5.871). Tocantins (444), Mato Grosso do Sul (492), Roraima (547), Acre (559) e Amapá (601) são as unidades da Federação com menos óbitos.

Os números atualizados do Paraná ainda não foram encaminhados para o ministério. A Secretaria Estadual de Saúde informou “estar ajustando os dados nos sistemas oficiais, corrigindo, por exemplo, eventuais duplicidades”.

Luto oficial

Pelas redes sociais, vários políticos e autoridades se manifestaram pela marca dos 100 mil óbitos no país. O presidente do Congresso Nacional, senador Davi Alcolumbre (DEM-AP), classificou este sábado como um dos dias mais tristes da história do país. “O Brasil registra 100 mil vidas perdidas para a covid-19. O Congresso Nacional decreta luto oficial de quatro dias em solidariedade a todos os brasileiros afetados pela pandemia e às vítimas desta tragédia”, disse.

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ) também se manifestou. “Estamos convivendo diariamente com a pandemia, mas não podemos ficar anestesiados e tratar com naturalidade esses números. Cada vida é única e importa. Em nome da Câmara dos Deputados, presto mais uma vez solidariedade aos familiares e amigos das vítimas desta grande tragédia”, disse Maia pelo Twitter.

Quem também lamentou foi o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Dias Toffoli. Ele decretou luto oficial no Judiciário por três dias. “Jamais vivemos uma tragédia dessa dimensão em nosso país. São 100 mil pessoas que tinham um nome, uma profissão, projetos e sonhos. 100 mil vidas que certamente deixaram sua marca no mundo e na vida de outras pessoas. São filhas e filhos que não mais estarão com seus pais no dia especial de amanhã. São pais que não terão o que festejar neste domingo”, disse o ministro, em nota divulgada neste sábado.

No documento, em nome do Poder Judiciário e do STF, Tóffoli manifestou ainda sentimentos de profunda tristeza e solidariedade aos familiares e amigos de cada uma das vítimas. “Nesses tempos de tantos temores e perdas, humanas e materiais, somos instados a exercer a solidariedade e o espírito fraternal; a olharmos uns aos outros como irmãos, como companheiros de jornada”, acrescentou o presidente do STF.

Secom

A Secretaria Especial de Comunicação Social da Presidência da República se manifestou sobre o número de mortes pela covid-19, por meio do Twitter. Na mensagem postada, a SecomVc diz que “Todas as vidas importam: as que vão e as que ficam. Lamentamos as mortes por Covid, assim como por outras doenças. Nossas orações e nossos esforços têm a força de um Governo que dá tudo para salvar vidas, com uma reação que serve de exemplo ao mundo todo. O Brasil vai em frente”.

.

Manifestação

Pela manhã, uma manifestação nas areias da Praia de Copacabana, na zona sul da cidade do Rio de Janeiro, lembrou as mortes por covid-19 no Brasil. O ato foi realizado pela organização Rio de Paz, que afixou 100 cruzes pretas de madeira no local e mil balões vermelhos.

O fundador da Rio de Paz, Antônio Carlos Costa, explicou, nas redes sociais da entidade, os motivos da manifestação. “Poder público e sociedade precisam responder a uma questão para a qual nos remetem as 100 mil mortes por coronavírus: por que somos o segundo país em número de mortos? Da resposta racional, isenta e honesta a essa pergunta dependem as mudanças pelas quais o Brasil precisa passar a fim de vivermos num país no qual a santidade da vida humana seja respeitada”, disse.

O taxista Márcio Antônio do Nascimento Silva, que teve um filho morto por covid-19, também participou da manifestação. No último ato do Rio de Paz sobre a pandemia, no dia 11 de junho, quando um homem derrubou algumas cruzes da areia, Márcio Antônio, que passava pelo local, resolveu recolocá-las no lugar.


Link do Autor

Pazuello lamenta mortes por covid- 19 e destaca tratamento precoce

Em nota divulgada neste sábado pelo Ministério da Saúde, o ministro interino  Eduardo Pazuello lamentou a marca de mais 100 mil mortes por covid-19. “Não se trata de números, planilhas ou estatísticas, mas de vidas perdidas que afetam famílias, amigos e atingem o entorno do convívio social”.

O documento diz ainda que o ministério permanece trabalhando durante 24 horas, em parceria com estados e municípios, para garantir que não faltem recursos, leitos, medicamentos e apoio às equipes de saúde.

Pazuello lembra que, a qualquer sinal ou sintoma da doença, as pessoas procurem imediatamente a Unidade Básica de Saúde mais próxima de sua casa. “A ida ao médico, o diagnóstico precoce e o início imediato do tratamento, com a prescrição do medicamento mais adequado a cada caso, é o que pode sim fazer a diferença”, disse.

O ministro agradece ainda “o empenho, dedicação e altruísmo” dos profissionais de saúde que atuam na linha de frente do enfrentamento à Covid-19 com o firme propósito de salvar vidas e afirma que Brasil ocupa o primeiro lugar no mundo em número de pacientes recuperados com mais de dois milhões de brasileiros curados.

 


Link do Autor

Nos pênaltis, Bahia conquista o tricampeonato estadual

Na tarde deste sábado (8), no Estádio do Pituaçu, em Salvador, o Bahia conquistou o tricampeonato estadual. Depois do empate em 1 a 1 contra o Atlético de Alagoinhas, a equipe da capital foi melhor nos pênaltis: 7 a 6.

Ao contrário do que vinha acontecendo durante toda a fase final do campeonato baiano, o técnico Roger Machado colocou em campo, na tarde deste sábado, o time considerado principal, que vinha sendo poupado para a disputa da Copa do Nordeste. Mas, mesmo assim, a equipe não foi bem no primeiro tempo.

O Bahia até teve posse de bola, mas não levou perigo. O Carcará, apelido do Atlético de Alagoinhas, que acabou sendo melhor na metade inicial do jogo e conseguiu marcar primeiro, com o veterano Magno Alves, de 44 anos.

O Magnata, como é também conhecido, fez 1 a 0 aos 14 minutos da etapa final, recebeu na entrada da área do tricolor e chutou forte, a bola desviou e entrou no gol. No entanto, a vantagem no placar durou pouco. Apenas 11 minutos. Até que o volante Ronaldo, do Bahia, pegou a sobra de bola e cruzou rasteiro para o meia Daniel completar para as redes, empatando a partida.

No primeiro momento, o árbitro chegou a anular o lance. Mas depois revisou no VAR e confirmou o gol tricolor. Placar no final da partida, levando o jogo para decisão por pênaltis, que você vencido pelo Bahia, depois de 12 cobranças, até que o volante Dedeco também perdeu para o Atlético de Alagoinhas, na defesa do goleiro Douglas Friedrich, dando início à festa do tricampeonato do Bahia.


Link do Autor

Palmeiras vence Corinthians nos pênaltis e é campeão paulista

Foi suado, no sufoco, da forma que o dérbi paulista e o dos maiores clássicos de futebol do Brasil exige. O Palmeiras venceu o Corinthians nos pênaltis por 4 a 3 na tarde deste sábado (8) e levou o título de campeão paulista de 2020.

 O Palmeiras esteve bem perto de vencer a decisão durante os 90 minutos. Até o último lance da partida esteve na frente no placar, com um gol do centroavante Luiz Adriano, logo aos 3 minutos da etapa final.

Mas, aos 50 minutos, no último lance do jogo, o zagueiro paraguaio Gustavo Gómez derrubou o centroavante Jô na área: pênalti. O atacante corintiano cobrou e empatou, levando a decisão para a cobrança de cinco pênaltis para cada time. E colocando ainda mais dramaticidade na decisão.

Mas foi aí que brilharam dois jogadores palmeirenses. O goleiro Weverton, que não chegou a ter muito trabalho durante os 90 minutos, pegou duas cobranças de pênaltis, a do lateral Michel Macedo e a do meia Cantillo. A cobrança decisiva coube ao jovem volante Patrick de Paula. Corajoso, ele bateu e decidiu. Palmeiras campeão paulista.

Com uma campanha de 16 jogos, com oito vitórias, seis empates e duas derrotas, o Palmeiras voltou a conquistar o título estadual depois de 12 anos. A conquista desta tarde foi muito comemorada, principalmente pelo técnico Vanderlei Luxemburgo, que ganhou o seu 5º título estadual pelo clube (1993, 1994, 1996, 2008 e 2020) e o 9 º na carreira, tornando-se o maior vencedor do campeonato paulista.

 O capitão Felipe Melo foi outro que festejou demais a conquista. Depois da chegada do técnico Luxemburgo, o experiente jogador foi fixado como zagueiro e se tornou um dos destaques da campanha. Durante a semana da decisão chegou, inclusive, a ser dúvida por estar se recuperando de uma lesão na coxa. Mas esteve em campo e levantou o troféu de campeão paulista.


Link do Autor

imagem_destaque_padrao.png

Rio de Janeiro confirma 178 mil casos e 14 mil mortes da covid-19

O Rio de Janeiro registrou 178.524 casos confirmados e 14.070 mortes de covid-19. Os dados foram divulgados pela Secretaria de Estado de Saúde (SES) neste sábado (8). São mais 2.828 casos e 42 óbitos a mais nas últimas 24 horas. Há outros 1.005 óbitos em investigação e 159.372 pacientes se recuperaram da doença.

A capital lidera o número de casos, com 74.403 pessoas infectadas. Entre os demais municípios com maior número de casos, aparecem São Gonçalo (9.295), Niterói (9.290), Duque de Caxias (6.582), Macaé (6.149), Nova Iguaçu (4.437), Angra dos Reis (4.077), Volta Redonda (4.036), Itaboraí (3.495), Belford Roxo (3.323), Campos dos Goytacazes (3.273), Teresópolis (2.885), Magé (2.605), São João de Meriti (2.458), Maricá (2.392), Queimados (2.073) e Itaperuna (2.008).

A liderança no número de mortes também é da capital, com 8.606 casos. Entre os demais municípios com maior número de óbitos, aparecem São Gonçalo (601), Duque de Caxias (593), Nova Iguaçu (451), São João de Meriti (335), Niterói (310), Campos dos Goytacazes (228), Belford Roxo (223), Itaboraí (173), Magé (166), Petrópolis (147), Mesquita (144), Volta Redonda (134), Nilópolis (132), Angra dos Reis (124), Macaé (121), Itaguaí (97), Teresópolis (94) e Cabo Frio (89).


Link do Autor